quarta-feira, 12 de setembro de 2007

Uma morte certa e uma esperança inesperada!

E se na esperança inesperada se poderá ver uma conotação positiva, diga-se já que é o contrário! Eu explico: antes de mais, falamos de desporto, das últimas notícias! Que não são muito animadoras... a selecção portuguesa de basquetebol falhou o acesso aos quartos-de-final e, apesar de estar de parabéns por chegar onde chegou, é evidente que a esperança era imortal. Mas ao perder com a Grécia por 85-67 na terceira jornada do Grupo E do Europeu, o sonho morreu! Fica a marca de uma selecção que ficou nas dez melhores da Europa. Uma morte certa que de conotação negativa pouco tem. Já a esperança inesperada revela-se ao contrário como já disse. Hoje a selecção portuguesa de futebol joga com a Sérvia e é "mata ou morre"! A esperança novamente é imortal, mas inesperada. Porque é surpreendente a situação em que se encontra a selecção, e incompreensível o risco naquela que é considerada uma das melhores do mundo. Scolari já admitiu assumir as eventuais culpas...

1 comentário:

Marlene disse...

Posso não perceber muito de desporto, mas pelo que ouço, a Grécia sempre foi uma grande equipa, destacada como das melhores existentes. Portugal está de parabéns, porque conseguiu levar este sonho até uma fase bem avançada. Apesar de terem ficado por aqui, a selecção merece o nosso apoio e um grande obrigado por nos terem feito acreditar. :D